terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

frutas e legumes do mês de fevereiro




O mês já vai a meio mas aqui fica ...


Creme de millet com maçã e toppings de maçã, canela passas e sementes de girassol {vegan, sem açúcar, sem lacticinios, sem gluten e sem ovos)

3º feira de Carnaval e com o frio só apetece algo quentinho e reconfortante. Hoje em casa houve tempo para um creme de millet e maçã. E valeu mesmo a pena.


INGREDIENTES ( 4 DOSES)


  • 1 caneca de millet lavado e escorrido
  • 2 maçãs cortadas em fatias
  • 2 csopa de geleia de agave
  • 6 canecas de água quente


Toppings

  • 2 maçãs
  • sementes de girassol q.b.
  • passas q.b.
  • canela q. b.

MODO DE  FAZER:

  1. Num tacho colocar as 2 csopa de geleia de agave e a maçã e deixar caramelizar um pouco +- 5 min  mexendo sempre.
  2. Juntar o millet e envolver com a maçã.
  3. Acrescentar a água quente e deixar cozer 20 min.
  4. Passar pela varinha mágica e servir quentinho com os toppings.

SIMPLES, SAUDÁVEL E SABOROSO



segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Baba ghanoush - patê de beringela assada { vegan }





 No reino dos vegetais, a beringela está longe de ser o legume mais apreciado. 
 Eu mesma só provei beringela há uns 7 ou 8 anos atrás,  eu tinha ouvido falar da fama de amarga que a beringela tem e, não sendo uma apreciadora de coisas amargas, nunca me interessei em prová-la.
 Mas ao comer a minha primeira beringela recheada percebi que a beringela não tinha nada de amarga. 

  Na Palestina beringela é o legume mais popular (mesmo se botanicamente é uma fruta). 

  No  Médio Oriente eles assam beringela no forno e, dependendo do lugar, acrescentam alho, cebola, sal, cominho, azeite e/ou tahine e chamam a preparação de “baba ghanoush”. Na Palestina a receita é muito parecida mas o nome muda: aqui pasta de beringela é chamada de “mutabbal”.

  Pastas à base de beringela são comuns em vários países do mundo, mas cada lugar tem seu método de preparação e temperos próprios.


   A receita a seguir foi inspirada numa blogger brasileira mas que vive na Palestina há alguns anos. O segredo segundo ela para fazer um Baba ghanoush de cair pra trás está na maneira de preparar a beringela. A grande maioria das pessoas gosta de assá-la no forno, o que é totalmente aceitável mas que produz um resultado menos espectacular. O Baba ghanoush cinco estrelas é feito com beringela assadas directamente na chama do fogão. Assim elas vão adquirir um delicioso sabor defumado e vão te dar vontade de nadar em uma piscina de Baba ghanoush Juro. Os temperos também têm um papel importantíssimo. Eu sou uma purista do Baba ghanoushl e nesta receita só aceito tahine, suco de limão, alho, sal e pimenta do reino. 

 Mesmo se você não for fã de beringela, dê uma chance a esse patê. Escolher beringela de ótima qualidade vai ajudar a diminuir o amargor e no final o sabor defumado e os tempeiros vão acabar dominando. Confie em mim, eu sou uma especialista do Baba ghanoush

  Baba ghanoush (patê de berinjela palestino) Use as melhores beringela que encontrar. Uma boa beringela é firme, lisa, brilhante, sem manchas, amassados ou furinhos. Os furinhos indicam que ali tem bichinho, enquanto que uma casca opaca significa que há grandes probabilidades da beringela estar amarga . Como expliquei no texto acima, usar a chama do fogão para assar as beringela vai fazer o patê passar de “gostoso” para “espectacular”, mas se você só tiver um fogão elétrico pode usar o forno. Mas não deixe de experimentar a versão defumada pelo menos uma vez (em um churrasco, talvez?). 


INGREDIENTES

  • 1 beringela média/grande (1x de polpa, depois de assada)
  • 1 dente de alho pequeno ralado (ou pilado) 
  • 3cs de tahine
  • 2cs de suco de limão 
  • uma pitada de pimenta do reino 
  • sal a gosto


MODO DE FAZER

  1.  Lave e seque a beringela inteira. 
  2. Coloque-a directamente sobre a chama do fogão e deixe assar, virando de vez em quando para assar uniformemente de todos os lados, até a casca ficar completamente carbonizada. 
  3.  Eu  escolho sempre uma beringela que tenha um pé comprido  e, segurando o pé entre os dedos da mão esquerda e com a ajuda de uma colher na mão direita, viro a beringela de 5 em 5 minutos, até todos os lados ficarem assados. 
  4. Coloque a beringela na maior boca do seu fogão, para dar mais equilíbrio e impedi-la de cair, e asse-a em fogo alto. Não seja tímida, quando digo que é para assar a beringela até  a casca  ficar preta e quebradiça.
  5. Ao ser manipulada, pode ser que a casca se rompa em alguns lugares e um pouco do líquido da beringela escorra, 
  6. Para saber se a beringela está pronta enfie uma faquinha fina no centro: a polpa tem que estar ultra macia e, depois de furar a casca queimada, a faca tem que deslizar com muita facilidade. Se for preparar a beringela no forno, coloque-a inteira directamente sobre a grelha e asse até a casca ficar chamuscada e a polpa ficar bem macia (use a faca para testar).
  7.  Depois de assada, transfira a beringela para uma tábua de cortar legumes e deixe esfriar durante 5 minutos.
  8.  Nesse ponto a beringela vai estar horrorosa e você vai achar que estragou a receita mas não desespere. 
  9.  Por baixo da casca chamuscada  encontrará uma polpa macia e deliciosamente defumada . 
  10. Segure a beringela pelo pé e corte-a ao meio, no sentido vertical. 
  11. As duas metades vão ficar presas somente pelo pé. 
  12. Corte o topo da beringela, separando as duas metades . 
  13. Com uma colher, retire cuidadosamente a polpa da beringela e coloque em um recipiente pequeno. 
  14. Se alguns pedacinhos de casca queimada se misturarem à polpa não tem problema.
  15.  Junte os outros ingredientes (comece com 1/3cc de sal e acrescente mais depois, se preciso) e bata com um garfo até a polpa da beringela virar uma pasta, se misturar com os outros ingredientes e se transformar em uma pasta homogénea
  16. Prove e junte mais sal, se necessário. 
  17. Sirva com tostinhas
  18.  Pode ser servido como entrada, aperitivo ou até mesmo como um almoço/jantar leve. 
  19.  Se conserva alguns dias no frigorífico, em recipiente fechado, mas é bem melhor quando degustado logo depois de ter sido preparado. 













domingo, 28 de janeiro de 2018

Tarte de cenoura saudável { vegan, sem ovos, sem glúten, sem lactose, sem açúcar }



Ingredientes

  • 10 ( +- 1 kg ) cenouras 
  • 2 colheres de sopa de agar-agar dissolvidas num pouco de sumo de laranja retirados da tigela de sopa
  • 1 colher de sopa de amido de milho
  • 10 colheres de sopa de geleia de agave (ou outro adoçante natural)
  • 1 casca de laranja
  • 1 pau de canela
  • 1 pitada de sal
  • 1 tigela de sopa de sumo de laranja
  • 4 quadrados de chocolate com no mínimo de 70% cacau

Modo de fazer

  1. Cortar as cenouras às rodelas e colocá-las numa panela juntamente com todos os outros ingredientes menos o agar agar
  2. Levar ao lume até ferver, tapar e reduzir o lume para médio/baixo.
  3. Deixar cozinhar durante 20 minutos aproximadamente.
  4. É conveniente ir mexendo durante a cozedura pois o amido de milho tem tendência a pegar.
  5. Acrescentar o agar agar e mexer muito bem.
  6. Retirar a casca de laranja e o pau de canela e triturar até ficar em puré.
  7. Colocar este preparado numa forma e levar ao frigorífico até prender.
  8. Derreter o chocolate e verter sobre a tarte.

Pão de aveia e sementes girassol e abóbora { vegan, sem glúten, sem açúcar, sem ovos, sem lactose}




Ingredientes:

  • 2 canecas de flocos de aveia
  • 1 caneca de sementes de girassol
  • 1/2 caneca de sementes de abóbora
  • 1/3 de caneca de chia
  • 2 a 3 colheres de sopa de psyllium
  • 3 colheres de sopa de óleo coco
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 e 1/2 caneca de água




Modo de fazer:

  1. Juntar todos os ingredientes secos e misturar bem.
  2. Juntar os ingredientes húmidos e misturar bem com as mãos ou uma colher.
  3. Untar uma forma de bolo inglês e despejar a massa e calcar.
  4. Deixar descansar no mínimo 6 horas.
  5. Levar ao forno a 180º no mínimo 60 minutos e verificar.
  6. Deixar arrefecer 2 horas antes de cortar.
  7. Servir com banana e manteiga de amendoim ou guacamole, ou húmus ... pode também torrar.



SIMPLES, SAUDÁVEL E SABOROSA


terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Legumes e frutas de Janeiro

Quase no fim do mês mas aqui fica.

Legumes e frutas deste mês.

Vamos dar preferência aos produtos da época.

PAPAS DE AVEIA COM ABÓBORA NO FORNO { vegan, sem glúten, sem açúcar, sem ovos, sem lactose}

Papas de aveia com abóbora no forno com amêndoas e sementes e uma mistura perfeita de especiarias quentes, esta aveia no forno aconchegante atinge todas as notas certas! 

Pode fazer uma dose maior e guardar no frigorífico e aquecer no forno todos os dias ou alimentar uma família grande

Há um milhão e uma receita de abóbora por aí, mas o que eu amo sobre isso é que é tão fácil e acolhedor. Esta aveia de abóbora assada enche sua casa com o aroma mais confortável - uma mistura de baunilha, canela e especiarias quentes que se sentem instantaneamente acolhedoras. Adoro que seja fácil o suficiente para uma manhã de um dia da semana, mas também faz o fim de semana sentir-se especial.

INGREDIENTES  SECOS

  • 2 canecas de aveia integral inteira
  • ½ colher de chá de fermento em pó
  • ¼ colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de canela
  • ¼ colher de chá de noz-moscada
  • ¼ colher de chá de cardamomo
  • ¾  caneca de amêndoas partidas ao meio
  • 1/2 caneca de sementes se girassol e de sésamo

  • INGREDIENTES HÚMIDOS

  • 1½ caneca de leite (usei de amêndoas feito em casa, mas pode usar outro)
  • 1 caneca de abóbora
  • 1/2 caneca de geleia de agave
  • 1 colheres de sopa de sementes de chia + 3 colheres de sopa de água (ou 1 ovo, se não vegano)
  • ½ colher de chá de baunilha

antes de ir para o forno



MODO DE FAZER


  1. Pré-aqueça o forno a 200 graus 
  2. Em uma tigela grande, misture a aveia, fermento em pó, sal, canela, noz-moscada e cardamomo. Adicione ½ caneca de amêndoas ( reserve um pouco para polvilhar na parte superior).
  3. Num tacho médio, mexa os ingredientes húmidos - leite, abóbora, geleia, ovo / ovo de chia e baunilha. Bata até ficar bem combinado.
  4. Junte os ingredientes húmidos na mistura seca de aveia. Mexa para misturar bem. Despeje num tabuleiro 
  5.  Polvilhe com as amêndoas adicionais  e as sementes se quiser.
  6. Asse em 200 graus 25-30 minutos, ou até que o líquido tenha mergulhado ou  as bordas comecem a ficar douradas.
  7. Sirva com um pouco de leite e um pouco de geleia se você quiser!
  8. O aveia vai manter- se 5-7 dias no frigorífico. Para reaquecer, simplesmente adicione um pouco de leite extra e aqueça no forno ou num tacho.

SIMPLES, SABOROSO E SAUDÁVEL

CANJA DE COGUMELOS PLEUROTUS COM ARROZ { VEGAN,SEM GLÚTEN}


 No corre corre do dia a dia, já não escrevo no blog há algum tempo, tenho publicado no instagram e no facebook, mas aqui não. Vou tentar ficar mais assídua, e publicar pelo menos uma receita por semana, algumas já são receitas com algum tempo que fui guardando como esta.

Esta surgiu depois de ir às compras ao Aldi e descobrir estes cogumelos . Inicialmente comprei-os com uma ideia, mas numa noite fria em que estava jantei sozinha surgiu esta canja. O arroz já tinha cozido no frigorífico.


Para os dias frios de inverno nada melhor do que uma tradicional canja, mas só com cogumelos.
Quente e reconfortante. 
Óptima para comer numa grande tigela, sentada no sofá, com uma manta a aquecer as pernas e a ver um bom filme.




INGREDIENTES

  • 1 cebola grande
  • fio de azeite
  • sal e pimenta
  • 2 dentes de alho
  • 150 gr cogumelos pleurotus biologicos(compro no aldi e corto em lascas tipo frango)
  • 500 ml água
  • 50 gr arroz integral demolhado de um dia para o outro ou já cozido (quantidade a gosto)



MODO DE FAZER
  1. De véspera coloco o arroz de molho ( SE NÃO TIVER COZIDO)
  2. Pico a cebola e o alho e deixo refogar ligeiramente num fio de azeite com pitada de sal e de pimenta durante   5 min.
  3. Acrescento os cogumelos pleurotus cortados em lascas e deixo refogar mais 5 min.
  4. Depois acrescento água , deixo ferver a água e acrescento  o arroz escorrido e lavado e deixo cozer 20 min.
  5. No fim acrescentei hortelã.
  6. Está pronta!









SIMPLES, SAUDÁVEL E SABOROSA

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Broas dos Santos { vegetarianas, sem ovos, sem açúcar, integra }

Quando era pequena lembro me de ir à terra do meu avô paterno neste dia . Íamos de manhã ao cemitério e à tarde era altura de convívio entre a família que praticamente só víamos neste dia e de comermos umas broas muito semelhantes a esta umas escuras de mel, frutos secos e os mais velhos provavam o vinho novo.

 Estas broas são daqueles bolinhos que não se consegue comer só um, com uma consistência pesada, masmuito saborosas, a canela e erva doce dão-lhe um gostinho bem especial.     


Ingredientes

  • 500g de farinha de espelta integral
  • 100 ml de geleia de agave ou de mel 
  • 125 ml leite soja e arroz (podem usar outro)
  • 2 csopa de sementes de linhaça moídas misturadas com 6 csopa de agua
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sobremesa de fermento em pó
  • 2 colheres de sopa de canela 
  • 3 colheres de sopa de erva doce
  • 1 colher de sobremesa de aroma de baunilha
  • 1 pitada de sal
  • Raspa de 2 limões
  • 1 chávena grande de frutos secos e passas 




Modo Preparação Bimby



1. Com o copo bem seco colocar a caspa de limão e triturar na velocidade 7.
2. Juntar todos os  ingredientes excepto a farinha, o fermento e os frutos secos e cristalizados e programar 30 segundos, velocidade 6. 
3. De seguida acrescentar a farinha e o fermento mais 2 minutos, velocidade espiga.
4. Por fim juntar o frutos secos e as passas  e bater mais 1 minutos na velocidade espiga.

Retirar a massa do copo, moldar bolinhas, pincelá-las  com o leite, e levar ao forno em tabuleiro untado e polvilhado de farinha, ou forrado de papel vegetal, até ficarem douradinhas. (+- 20 min  a 180º)

Modo Preparação tradicional


1. Juntar todos os ingredientes numa tijela, excepto os frutos secos e cristalizados, e amassar bem até formar uma massa moldável.
2. Juntar os frutos secos inteitos e os cristalizados aos bocadinhos e envolver bem na massa.

3. Retirar a massa do copo, moldar bolinhas, pincelá-las com o ovo batido misturado com o leite, e levar ao forno 



quarta-feira, 1 de novembro de 2017

LEGUMES E FRUTAS DO MÊS DE NOVEMBRO

Hoje começamos mais um mês e para este mês temos esta imensidão de legumes e também esta variedade de frutas.
Durante este mês vão surgir receitas com produtos da época.